Cuidado com os olhos: Álcool em gel pode causar queimadura

Oftalmologista analisa uso de celulares e computadores na quarentena
29 de julho de 2020
Fotógrafa joinvilense vence concurso internacional
17 de agosto de 2020
Mostrar tudo

Cuidado com os olhos: Álcool em gel pode causar queimadura

Na prevenção contra o Coronavírus, o álcool em gel virou um grande aliado para a higienização das mãos e incorporou-se à rotina de grande parte das pessoas. No entanto, é preciso ter cuidado especial com os produtos de limpeza, principalmente com as crianças: o uso incorreto pode causar problemas. Como foi o caso relatado por uma mãe e que viralizou na internet onde ela conta que seu filho teve sua córnea queimada após a válvula de pressão do frasco do álcool dar defeito e o produto ir diretamente ao olho da criança.

Segundo Dr. Jeferson Lautert, Oftalmologista do Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem, empresa do

Dr. Jeferson Lautert

Grupo Opty, é necessário prestar atenção ao usar produtos de limpeza. “Os itens que levam soda cáustica são os mais perigosos caso entrem em contato com a superfície ocular. Hoje, o álcool está um pouco mais presente por conta da pandemia, então todo mundo anda com um frasco, e se respingar no olho pode acabar causando queimaduras”, destaca. 

Quem mais sofre acidentes oculares por queimaduras são as crianças. “Isso acontece mais pelo desconhecimento, acabam achando que é algo para brincar, e muitas vezes o item pode estar em um lugar exposto e se a criança pegar, colocando-a em risco”, aponta o especialista. 

A principal dica caso os olhos sofram queimadura química é lavar imediatamente. “Pode ser usado soro fisiológico ou água corrente. Lavar bem, até o produto ser diluído. A gravidade do acidente é dependente do tempo de exposição que vai ficar em contato com os olhos. Quanto maior o tempo, maior vai ser o risco de se machucar. Claro, o problema varia de acordo com o produto”, diz Dr. Jeferson.

Para fazer a limpeza é preciso abrir bem os olhos e deixar a água corrente ou o soro limpar a região. Dr. Jeferson também salienta que é importante procurar ajuda médica para avaliar cada situação. 

Cuidados especiais 

Quem usa lentes de contato precisa ter ainda mais cuidado. “Por colocar mais vezes o dedo no olho, as pessoas que usam as lentes têm um risco um pouco maior porque, obrigatoriamente, vão manipular mais os olhos. Então, se estiver com a mão contaminada ou com produto tóxico, o risco é maior”, diz o especialista. Vale ressaltar que o uso da lente não implica um dano mais severo em caso de acidente. 

Em quadros de alergia, como é o caso da rinite, Dr. Jeferson orienta o paciente a procurar um especialista da área, “Há possibilidade da pessoa utilizar um colírio que irá proteger em lugares que têm pó, ácaros, e pode pingar preventivamente. Ou ainda fazer uma compressa gelada, que alivia a coceira. O importante é evitar esfregar os olhos”, adverte o oftalmologista. 

Mariana Woj
Mariana Woj
Sou jornalista por profissão, editora da Revista Babies, casada com o Leandro e apaixonada pelo coração cheio da amor que adquiri desde que me tornei mãe do Ben,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *